Confira nossas redes sociais

Procuradoria da Mulher distribui cartilha com orientações para defesa das mulheres

Compartilhe nas redes sociais

Procuradoria Especial da Mulher (PEM) da Câmara Legislativa do Distrito Federal produziu a “Cartilha de Proteção à Mulher” e vem distribuindo a publicação com orientações e informações relativas à defesa da mulher em eventos por todo o Distrito Federal. 

A cartilha tem como conteúdo uma apresentação da PEM e suas atribuições, destaque para as leis federais em defesa das mulheres e os tipos de violência previstos na redação da Lei Maria da Penha (11.340/2006). A publicação incentiva a denúncia da violência doméstica e traz os principais meios para que ela seja feita, com telefones úteis, endereços e outros contatos da rede de proteção da mulher no Distrito Federal.

Já foram realizadas ações em parceria com o Metrô-DF, para distribuição nas estações deste transporte público, e também na Rodoviária do Plano Piloto, endereço de grande circulação. O documento ainda foi distribuído nas edições do Projeto Câmara nas Cidades, que visitou várias regiões do DF em 2023, e nas sessões solenes e audiências públicas relacionadas ao combate à violência contra a mulher.

Para a procuradora Especial da Mulher, deputada distrital Doutora Jane (MDB), a cartilha e todos os outros materiais informativos produzidos pela procuradoria têm objetivo de levar esclarecimento. “Esperamos que todo o conteúdo leve uma luz para aquelas que sofrem a violência doméstica e que essas informações encorajem as mulheres para que saiam do ciclo de violência e busquem ajuda”, destaca.

Números alarmantes

Doutora Jane lembra que a prevenção, por meio da orientação e envolvimento de toda a sociedade, ainda é o melhor caminho para mudar o atual cenário e evitar que a violência doméstica faça mais vítimas. 

O Distrito Federal registrou aumento de 250% nos casos de feminicídio no primeiro semestre de 2023, se comparado com o mesmo período de 2022. De janeiro até 15 de novembro deste ano Brasília somou 32 feminicídios. É o maior número de feminicídios já registrados em um ano no DF.

Clique aqui e acesse a cartilha de proteção à mulher

Conheça as demais publicações disponíveis na página da Procuradoria Especial da Mulher.

Outras notícias